Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Mais de dois mil argentinos vão ser impedidos de entrar no Brasil durante a COPA



Mais de dois mil torcedores argentinos vão ser impedidos de entrar no Brasil para a Copa do Mundo. Segundo as autoridades, os chamados ‘barra-bravas', conhecidos pelo comportamento violento, serão identificados e deportados de volta para a Argentina.

"As autoridades argentinas nos forneceram as informações, e esses torcedores serão impedidos de entrar (no Brasil)", disse Luiz Eduardo Navajas, que é delegado da Interpol no Brasil, à agência de notícias francesa AFP (Agence France-Presse).

Argentina não vai ceder dados de Barras Bravas para o Brasil
"Se, de alguma forma, eles conseguirem passar por nosso controle e forem encontrados no Brasil, serão deportados", continuou Navajas, garantindo que a violência - seja argentina ou de outra nacionalidade - não ameaçará a realização da Copa do Mundo.

"Eles (torcedores violentos) sequer deixarão seus países. Seus passaportes já foram confiscados e não serão aceitos no Brasil. Estamos trabalhando com a Inglaterra, Bélgica e Alemanha", explicou o delegado, afirmando que outras ‘ameaças' serão tratadas da mesma forma.

"Pessoas que já tiverem sido condenadas por crimes sexuais, como pedofilia ou estupro, também não entrarão no país", garantiu, explicitando a preocupação brasileira para que a Copa do Mundo não sirva para agravar o turismo sexual no país.

Departamentos de polícia dos 32 países participantes da Copa do Mundo têm trabalhado juntos em Brasília desde esta segunda-feira para tratar da segurança do Mundial. O foco do centro integrado está no setor de inteligência, e os policiais não terão armas.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

O Cabrália News não se responsabiliza pelos comentários de seus internautas, que podem ser feitos livremente, desde que respeitando-se as leis Brasileiras, as pessoas e assuntos abordados aqui.

Salientamos, que as opiniões expostas neste espaço, não necessariamente condizem com a opinião do nosso site e blog.