Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 27 de setembro de 2014

Acusado de participar da morte de professores em Porto Seguro é preso



Um jovem acusado de participar da morte de dois professores em setembro de 2009 em Porto Seguro, foi preso neste sábado (27) pela polícia na cidade. Danilo Costa Leite, 24 anos, tinha mandado de prisão expedido desde 2010. Ele é acusado de participar dos assassinatos de Álvaro Henrique Santos e Elisney Pereira em 17 de setembro de 2009.

A polícia aprendeu cerca de R$ 25 mil na casa de Danilo, no bairro Campinho. A quantia seria proveniente do envolvimento do suspeito com tráfico de drogas. Ele era investigado justamente por tráfico de drogas e ao cumprir um mandado de busca e apreensão na casa foi descoberto que ele era foragido, segundo a 1ª Delegacia.

Danilo negou em depoimento participação na morte dos professores, mas confessou que o dinheiro em sua casa veio do tráfico de drogas, afirmando no entanto que não está mais envolvido no crime.

Crime

Os professores Álvaro Henrique Santos e Elisney eram membros da APLB de Porto Seguro - o primeiro era presidente e o segundo secretário. Quatro homens invadiram o sítio da mãe de Álvaro e mantiveram ela e um irmão do professor como reféns, exigindo a presença dele no local. Quando o presidente da APLB Porto Seguro chegou, acopanhado do amigo Elisney, foram recebidos a tiros.

Álvaro chegou a ser socorrido para o Hospital Luís Eduardo Magalhães e passar por cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos.

Correio

Greve geral dos bancários no extremo sul da Bahia começa nesta terça-feira por tempo indeterminado

Em assembléia realizada na noite desta quinta-feira (25) em Itamaraju, os bancários lotados na base do Sindibancários (Sindicato dos Bancários do Extremo da Bahia) aprovaram sua participação na greve geral da categoria por tempo indeterminado, a partir da próxima terça-feira (30). A aprovação do movimento paredista foi proposta pelo Comando Nacional dos Bancários, coordenado pela Contraf-CUT, em resposta à Fenaban, que não atendeu as reivindicações da categoria bancária.

A classe pede aumento salarial de 12,5%, mas os banqueiros propõem apenas 7%. “Os mais de 800 bancários da região vão à luta, como nos últimos anos, dando forte contribuição para o movimento grevista a nível nacional”, anunciou  após a assembleia Carlos Eduardo Coimbra, coordenador do Sindibancários.

Na opinião do dirigente, a greve fortalece a categoria, diante da resistência dos banqueiros em não atender às reivindicações. De acordo com ele, os bancários irão manter a greve até que haja uma resposta satisfatória por parte da Fenaban.


Fonte: Sindibancários

"O governo do PT não tem compromisso com a vida dos baianos", diz Souto




“O governo do PT não tem compromisso com a vida dos baianos. Não cuidou da saúde pública nem evitou os mais de 37 mil assassinatos em quase oito anos”, disse o candidato a governador, Paulo Souto, da coligação “Unidos pela Bahia”, no bairro Baianão, em Porto Seguro, onde fez comício na noite de (24), ao lado dos companheiros de chapa Joaci Góes (vice) e Geddel Vieira Lima (senador). Na jornada pelo Extremo-Sul, na quarta-feira, os líderes nas pesquisas estiveram ainda em Belmonte e Santa Cruz de Cabrália. De acordo com Paulo Souto, um governador precisa ter consciência de que a maior prioridade de um gestor público é dar atenção especial aos setores que afetam diretamente a vida das pessoas, como a segurança, saúde, educação e o desenvolvimento econômico, que proporciona a criação de empregos. “O atual governo não cumpriu suas obrigações com o povo baiano, que agora diz: chega de PT”.  Na ocasião, Souto defendeu medidas para a contenção da criminalidade na Bahia, envolvendo ações de repressão policial, passando ainda por um maior esforço do governo para cuidar dos jovens. “Se eleito, irei implantar escolas em tempo integral no nível médio, para que os jovens possam fazer o curso normal pela manhã e ter aulas de reforço e atividades esportivas e culturais pela tarde, tornando mais difícil a cooptação para o crime, melhorando as perspectivas de futuro do povo de nossa terra”, afirmou.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

PT da Bahia desviou milhões de programa habitacional para beneficiar Candidatos como Rui Costa, diz VEJA.

Dona de ONG revela como funcionava esquema que irrigou o caixa eleitoral do partido e beneficiou um senador, dois deputados federais, o atual candidato a governador e um ex-ministro do governo Dilma.



Desde 2010, o Ministério Público investiga o Instituto Brasil, uma ONG criada pelos petistas da Bahia. Em 2008, a entidade foi escolhida pelo governo do estado para construir 1 120 casas populares destinadas a famílias de baixa renda. Os recursos, 17,9 milhões de reais, saíram do Fundo de Combate à Pobreza. Os investigadores já tinham reunido provas de que parte do dinheiro desaparecera, mas não havia nada além de suspeitas sobre o destino final dele. O mistério pode estar perto do fim. Em entrevista a VEJA, a presidente do instituto, Dalva Sele Paiva, revela que a entidade foi criada para ajudar a financiar o caixa eleitoral do PT na Bahia, um esquema que funcionou por quase uma década com dinheiro desviado de “projetos sociais” das administrações petistas. A engrenagem chegou a movimentar, segundo ela, 50 milhões de reais desde 2004. O golpe era sempre o mesmo: o Instituto Brasil recebia os recursos, simulava a prestação do serviço e carreava o dinheiro para os candidatos do partido. Como os convênios eram assinados com as administrações petistas, cabia aos próprios petistas a tarefa de fiscalizar. Assim, se o acordo pagava pela construção de 1 000 casas, por exemplo, o instituto erguia apenas 100. O dinheiro que sobrava era rateado entre os políticos do partido.

Fonte VEJA    

Candidatura de Robério Oliveira volta ser ameaçada



Mesmo após o pedido de registro ser aceito pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE/BA), o ex-prefeito de Eunápolis e postulante a uma cadeira na Assembleia Legislativa, Robério Oliveira, voltou a ter sua candidatura ameaçada após a Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), ter recorrido  contra as decisões. A PRE/BA quer barrar as candidaturas a deputado estadual de Adolfo Menezes, Ninha, Robério Oliveira, e a deputado federal de Joseph Bandeira e Geraldo Simões. A ameaça ficou ainda maior após os candidatos Herzem Gusmão e Osmar Torres terem seus pedidos